setembro 2016 archive

Sobre ainda acreditar na política

14446067_1201201923270186_6977827684611221074_n

Temos vivido uma crise política e social grave. O problema não é só a política e os políticos. Mas a sociedade. Somos, eu e vocês, parte desse problema. Não podemos viver nossas vidas alienados, dizendo que o problema está lá em Brasília, está longe, estão nos políticos, na corrupção, no outro. Eu acredito que tem solução no mundo. Como teimoso que sou, ainda acredito. Como uma pessoa que venceu as dificuldades, além de acreditar, assumo meu papel nesse mundo. E você? Qual o seu papel?

Te convido a fazer essa reflexão a uma semana das eleições para que penses que tens um papel no futuro de nossa cidade. Na cidade que, bem ou mal, vivemos. Na cidade em que nossas famílias e amigos vivem. Na cidade em que fazemos nossa vida. Votar, escolher, dizer quem te representará na Câmara e na prefeitura é ser parte do problema e, mais importante, da solução.

Quando decidi entrar para a política, decidi entrar com tudo. Com o que tenho de melhor. Com minha verdade, minha fé, minha vontade de fazer o mundo melhor. Sozinho não consigo. Com teu voto, com teu apoio, consigo. Por isso te peço que seja consciente na hora de votar, de escolher o que digitará na urna dia 2 de outubro.

Não adianta mais dizer que Cunha é ladrão, que Lula é ladrão, que é golpe da direita, que é o fim da esquerda. Antes disso tudo, o que existe é o teu poder de voto. Não há Cunha, não há Temer, não há Renan, não há ninguém no poder sem teu voto. Escolha fazer a diferença

Eu escolhi. E me coloco à tua disposição com a certeza de ter uma vida limpa, uma trajetória honrada. Com a certeza de ter sobrevivido quando a maioria apenas desiste. Pra mudar o mundo, a gente começa por nós mesmos. Qual tua parte nisso tudo?

 

Em Brasília, mais uma tentativa de trapacear o povo

site-elegante-congresso

Enquanto o Brasil todo está voltado para as eleições municipais, a Câmara dos Deputados, mais uma vez, tentou trapacear. Ontem à noite, eles tentaram vota uma absurda proposta de anistia aos que praticaram caixa 2 no passado, seja recebendo dinheiro, seja doando. Ou seja, queriam se proteger, se blindar, se mancomunar. Enquanto o Brasil luta para combater e punir a corrupção, os deputados federais armavam para nos deixar, mais uma vez, sem esperança.

Pense comigo: você comete um crime. A justiça é cega. Você pagará por isso. Agora, se você for deputado… Bom, aí é outra história.

Como li hoje: “O deputados se esquecem de que em junho de 2013 milhões de pessoas foram às ruas exigir a retirada da pauta de votações da proposta que reduzia o poder de investigação do Ministério Público, além de exigir melhoria nos serviços públicos. Se a proposta da lei da mordaça, como era chamada, tivesse seguido adiante, certamente não haveria a Operação Lava Jato. Agora, caso seja aprovada a anistia ao caixa 2, a Lava Jato será do mesmo jeito atingida. Tal forma de pagamento foi feita ao marqueteiro João Santana pela campanha de Dilma Rousseff de 2010, conforme revelação dele próprio. Sem contar a mesma prática por parte de algumas empreiteiras, além de estatais, como a Transpetro, segundo a delação premiada do ex-presidente da empresa Sérgio Machado”.

Escrevi ontem e hoje repito a provocação: você lembra em quem votou para deputado federal? Sabe se ele estava lá na votação? Sabe o que ele pensa sobre esse absurdo? Nós os colocamos lá. Eles só têm o poder de votar e nos representar pelo teu, pelo nosso voto. Portanto, pense muito bem antes de apertar as teclas no dia 02/10.

Reta final da campanha

keep-calm-and-vote-certo-3

Pensem comigo: quantas notícias ruins você ouviu nos últimos dias, semanas? Agora pense: quantas soluções o poder público deu para cada notícia ruim? Nenhum, certo?!

E quem é o poder público? São aqueles cidadãos em quem votamos. Ninguém chega ao poder porque quer. Mas, sim, pelo voto. Ou seja, somos co-responsáveis pelo caos que vivemos.

Morte na frente de escolas, morte na vila Cruzeiro, morte no aeroporto; assalto em todos os lugares da cidade; faltam vagas nas escolas; salários atrasados; emprego em falta… Tudo isso pode ser combatido. Mas pode ser combatido por pessoas capazes e comprometidas com o interesse público.

Você lembra em quem votou para vereador há quatro anos? O que ele tem feito para ajudar a cidade a vencer esse caos?

Pense bem. Daqui menos de 15 dias você decidirá o rumo de POA. Vai repetir o voto? Vai continuar deixando de votar e se eximindo. Vai fazer de conta que não é com você?

O teu voto é tua arma para combater a criminalidade, o desemprego, a crise financeira, o caos na saúde e na educação. Use-o bem.

Brasil perdeu 1,5 milhão de vagas formais de trabalho em 2015

industria-calcadista-original4

O Brasil perdeu 1,51 milhão de vagas formais de emprego em 2015, segundo os dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) divulgados nesta sexta-feira pelo Ministério do Trabalho. Esse é o pior resultado desde 1985, quando começou a série histórica do indicador. O recuo em relação a 2014 foi de 3,05%. Com isso, o número de trabalhadores com emprego com carteira assinada passou de 49,6 milhões para 48,1 milhões de um ano a outro.

Ao todo, 8,3 milhões de estabelecimentos declaram a Rais no país. Segundo o Ministério do Trabalho, esse universo de declarantes é mais abrangente que o do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), já que, além do contingente de empregos formais do setor privado, abrange o de estatutários do setor público.

Os salários também caíram. Em dezembro do ano passado, o rendimento médio foi de 2.655,60 reais, montante 2,56% menor que os 2.725,28 reais do mesmo mês do ano anterior.

O número de empregos formais cresceu apenas em três Estados: Piauí (0,67%), Acre (2,14%) e Roraima (2,38%). Por região, as maiores quedas ocorreram no Sudeste (recuo de 3,63%) e no Nordeste (-2,56%).

Na análise por setores, houve crescimento apenas na agricultura, segundo os dados da Rais, com acréscimo de 1,41%, o equivalente a 20.900 postos. A indústria de transformação, com queda de 7,39%, ou 604.100 vagas, foi a que mais perdeu postos em termos absolutos.

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien