Tristeza: dono de empresa que demitiu 223 funcionários é encontrado morto

meu-coracao-esta

A irresponsabilidade de um governo mata. A corrupção mata. A falta de diálogo mata. Não, nenhuma dessas frases é mentira ou retórica. Infelizmente, é verdade. A crise que o país vive, a ganância sem limites, a corrupção que nunca cessa (como temos visto na Lava Jato) fizeram mais uma vítima fatal: o empresário Luís Antônio Scussolino, de 66 anos. A Polícia Civil registrou o caso como suicídio.

Dono de uma empresa de sofás no interior de São Paulo, Luis Antônio teve que demitir 223 funcionários na semana passada. O motivo: a crise e a queda nas vendas.

Segundo a imprensa, a empresa apresentou uma proposta ao sindicato dos trabalhadores para evitar as demissões: uma redução de jornada e de 20% nos salários. A proposta foi rejeitada pela maioria dos empregados. Sem saída, houve demissões e uma vítima fatal.

Quando pedimos diálogo com sindicatos, não é à toa. Vivemos, infelizmente, um tempo em que ser empresário parece ser crime. Não, meus amigos! Ser empresário é gerar emprego, renda, dignidade, expectativas…

Não se pode mudar essa tragédia. Mas podemos mudar o futuro. Os responsáveis por essa crise serão punidos e julgados pelo povo, por nós, pela Justiça.

Como pai, filho, tio, amigo, entendo a dor e o desespero desse senhor. Como empresário, entendo a sua frustração e desespero ao não ter saída para a demissão de mais de 200 pessoas. Como cidadão, não entendo E NÃO ACEITO essa roubalheira sem fim, essa corrupção sem limite que o Brasil vive. É hora de mudarmos.

Leave a reply

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien