Porto Alegre, terra que tem dono, sim

thumb

Há alguns dias, o prefeito de Porto Alegre, de forma bastante contundente, disse que Porto Alegre não é terra de ninguém, que essa terra tem dono, tem leis. Pelo que vejo, nobre prefeito, nossa cidade tem dono e tem leis. Mas não são oficiais. Quem manda na cidade são os bandidos. E eles fazem suas próprias leis. Nós, cidadãos, as cumprimos por medo e incompetência da administração pública.

Na noite passada, cinco ônibus e um lotação foram incendiados na zona Sul de Porto Alegre. A ordem para o ataque pode ter sido originada de dentro do Presídio Central. Já são 14 ônibus incendiados nos últimos 12 meses!

E nós, cada vez mais reféns. Cada vez mais rodeados por grades, muros, câmeras. Cada vez mais cedo em casa. Cada vez menos na rua. Cada vez mais enclausurados. Cada vez menos ocupando espaços públicos.

Até quando?

É preciso reconhecer que o prefeito pediu a presença da Força Nacional em Poa. Governo do Estado negou essa solução. Talvez agora passe a revê-la. Espero que sim.

Assim como espero que a União faça sua parte e invista em segurança pública! Basta de tantos bilhões desviados do povo para os bolsos de ladrões que se escondem atrás de colarinhos brancos. O povo, que paga esses bilhões todos, está farto. Farto de tantas desculpas! De tanta roubalheira! De tanto ser vítima da política incompetente e corrupta!

Governador, honre a confiança dos gaúchos e chame a Segurança Nacional! Prefeito, faça novos projetos, haja, porque terceirizar a responsabilidade não resolve. Lembre-se da campanha de 2012 e do que o senhor falava sobre isso. Aliás, use a estreita relação que o senhor tem com Dilma! Boas relações não podem ser apenas fotos em épocas de campanha: elas devem resolver problemas! E Dilma, faça sua parte. Assuma o país. Ser refém de Cunha não deve ser nada bom. Mas, enquanto a senhora não romper esse turbulento relacionamento de medo, tensão e chantagem, nós somos todos reféns da senhora.

Os porto-alegrenses precisam de respostas. Chega de dizer que a culpa é dos outros. A culpa é, sim, de quem foi eleito para resolver os problemas da cidade! Os políticos reivindicam legitimidade para muitas coisas, não? Que usem a legitimidade do voto para vencer a guerra contra os bandidos, vândalos, assassinos, ladrões e tudo o mais, que tomaram conta de nossa cidade.

Leave a reply

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien